Formas Farmacêuticas Semissólidas

 

PASTA – Forma farmacêutica semissólida contendo uma ou mais substâncias ativas destinadas a aplicação tópica. Geralmente contém alta concentração de materiais sólidos, em geral 25% de material sólido, que lhe confere elevada consistência.
Ex.: Pasta d´água.

GEL – Forma farmacêutica semissólida de um ou mais princípios ativos que contém um agente gelificante.
Ex.: Reparil gel.

 

CREME – Forma farmacêutica semissólida que consiste de uma emulsão, formada por uma fase lipofílica e uma fase aquosa. Contém um ou mais princípios ativos dissolvidos ou dispersos em uma base apropriada e é utilizada normalmente para aplicação externa na pele ou nas mucosas.
Ex.: Canesten creme.


POMADA – Preparação farmacêutica estável, semissólida, de consistência mole, destinada ao uso externo, constituída por um ou mais principios ativos e por excipientes com características lipofílicas ou hidrofílicas.
Quanto à sua ação, de acordo com o grau de penetração e o excipiente utilizado, as pomadas são classificadas em:

  • Epidérmicas - agem superficialmente na pele e os excipientes usados são a vaselina e o óleo mineral;
  • Endodérmicas - agem mais profundamente e o excipiente é o óleo vegetal;
  • Hipodérmicas - são absorvidas e podem desencadear um efeito sistêmico; o excipiente é a lanolina.

As pomadas devem ser plásticas e termorreversíveis, ou seja, passarem pela pele através de massagem e, com o aumento da temperatura, ficarem menos viscosas, permitindo ao princípio ativo atingir o local pretendido.
EX.: Candicort pomada.


 

EMPLASTRO – Forma farmacêutica semissólida para aplicação externa. Consiste de uma base adesiva contendo um ou mais princípios ativos distribuídos em uma camada uniforme num suporte apropriado feito de material sintético ou natural. Destinada a manter o princípio ativo em contato com a pele de tal forma que este seja absorvido lentamente, atue como protetor ou como agente queratolítico.

                                                                                      

 

UNGUENTO – Apresenta em sua formulação substâncias resinosas.
Ex: Vick Vaporub unguento.

EMULGEL – São emulsões, tanto do tipo óleo/água como água/óleo, os quais são gelificados através da mistura com um agente gelificante.
Ex.: Cataflam Emulgel.

 

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

    • ALLEN, Jr Loyd; POPOVICH,  Nichola; ANSEL, Howard. Formas farmacêuticas e sistemas de liberação de fármacos. 8. ed. Artmed, 2007.
    • GILMAN, Alfred Goodman. As bases farmacológicas da terapêutica. 10. ed. McGraw-Hill, 2004.
    • DEF – Dicionário de especialidades farmacêuticas.EPUC, 2012.
    • ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br. Acesso em 10 abril 2013.